visita virtual               notícias     

 

 

 

24 de março
 
21h30
 
entrada livre

 concerto

Trigemini

Ludwig van Beethoven

Trio para dois Oboés e Corne Inglês (1770 - 1827)

op.87 em Dó Maior

24 min.

 

Carlo Ivon

Capricho para três Oboés (1798 1854)

12 min.

 

Ludwig van Beethoven

Variações em Dó Maior sobre o tema (1770 - 1827)
La ci darem la mano”

10 min.


O Trigemini é um Trio de Oboés que surgiu em 2016 pelos seus membros Joana Soares, Luís Matos e Telma Mota.

 
O facto de estudarem em conjunto na Universidade de Aveiro uniu-se enorme gosto que todos têm por esta formação tão pouco conhecida no mundo musical e cujo o repertório tem inúmeras surpresas agradáveis devido à sua diversificação, tendo escrito para este trio compositores desde Boismortier, ou Bach, passando por Beethoven e até compositores como Ivon ou Gordon Jacob.

Nos seus eventos futuros destaca-se o concerto que irão realizar enquanto solistas, acompanhados pela Orquestra Filarmonia das Beiras, interpretando a Suite Orquestral em Sol menor TWV55:4 de Georg Philipp Telemann.
 
 
concerto promovido pela: 

 

 

25 de março
 
20h30 » 21h30
 


Pelo quarto ano consecutivo, o Município de Santa Maria da Feira associa-se à Hora do Planeta, o maior evento de ação ambiental do mundo. Dia 25 de março, a partir das 20h30, a praça de armas do Castelo da Feira será o palco principal desta celebração, com a participação do grupo de percussão Ritmare e da cantora feirense Joana Andrade.

 

Quando as luzes do Castelo se apagarem, às 20h30, os Ritmare vão surpreender o público com esquemas com luvas brancas sobre luz negra e máscaras fluorescentes. Este grupo de percussão do Colégio de Lamas alia a exploração tímbrica de diversas fontes sonoras a uma surpreendente componente cénica. Os seus trabalhos são originais, fruto da criatividade conjunta dos seus elementos, inspirados nos sons e ritmos do quotidiano.

A cantora feirense Joana Andrade, rosto do vídeo promocional da Hora do Planeta em Santa Maria da Feira, também se associa a esta causa, proporcionando um momento musical à luz das velas. Desde muito cedo que viaja por diversos palcos, televisões e rádios nacionais. Com dois álbuns no mercado nacional, um deles com uma novidade a nível mundial – capa de cortiça – Joana Andrade prepara agora o seu terceiro trabalho totalmente gravado em Santa Maria da Feira.
 
No dia 25 de março, as luzes dos monumentos mais emblemáticos da cidade de Santa Maria da Feira serão desligadas durante 60 minutos, entre as 20h30 e as 21h30. O Município lança ainda o repto às freguesias do concelho para que se associem a esta iniciativa, desligando as luzes de outros pontos de interesse e de residências particulares.

Para além destas iniciativas a realizar no dia 25 de março, a Câmara Municipal assume o compromisso de prosseguir com campanhas de sensibilização junto dos seus colaboradores, visando a redução dos consumos de energia.

A Hora do Planeta é uma iniciativa da WWF que começou em 2007 em Sidney, na Austrália, quando 2,2 milhões de pessoas e mais de duas mil empresas apagaram as luzes durante uma hora, assumindo uma posição contra as alterações climáticas.
 
 
 
 
 
4 a 13 de abril

3ª a 6ª
10h00 14h30

famílias I escolas I ipss

marcação prévia obrigatória
mín. 10 I máx. 25
Crianças e Seniores: 1,50€
Adultos: 3,00€


 
oficina
 
 
 

 Neste período de férias escolares vem fazer os teus cartuxos para colocares as amêndoas de Páscoa, entre flores de papel que crescem ao sabor da tua criatividade, num conjunto de formas, cores e divertidos tamanhos e dimensões.

 

 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
património e turismo sustentável
comemorações do dia internacional dos monumentos e sítios
 
 
O Museu do Papel participa uma vez mais nas comemorações do DIMS – Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, cujo tema de 2017 é o Património Cultural e Turismo Sustentável, oferecendo a todos os visitantes a possibilidade de realizarem uma “viagem por dentro” do museu, descobrindo o património e cultura da região da terra de santa maria.
 
 
 
 
 
 
 

O Museu do Papel convida todos aqueles que estiveram ligados ao “papel”, a participarem nesta atividade, já que a História do papel é feita por todos.

Destinatários:

Antigos operários da indústria do papel, sacarias, assim como antigos proprietários de fábricas de papel.

A realização desta atividade pretende reforçar os laços existentes entre a comunidade do papel com o museu, promovendo-se, num ambiente de descontração e convívio, a memória, partilha e recolha, de histórias e momentos ligados ao fabrico de papel, quer na parte de meios técnicos e mecânicos, quer na sua parte humana e de desenvolvimento de toda uma região.

 

 




Forminhas




procurar no site
mudar papel
papel 1 papel 2 papel 3 papel 3
aumentar letra
Diminuir letra Aumentar letra
destaque
XII Congresso Internacional Historia Del Papel

agenda do museu