agenda

aconteceu em 2017

 

 dezembro

 

 25 novembro

a
30 dezembro
 
exposição
 
entrada grátis
 
 
 

Esta exposição resulta da residência artística da pintora Ana Maria e dos trabalhos desenvolvidos durante o ciclo de workshops, orientados pela artista, em que os participantes procederam à execução de folhas/objetos de papel, aplicando diferentes técnicas, de forma a concretizar esta exposição final, estabelecendo a coerência entre o fazer artesanal do papel e fazer artístico.
Como se faz?
Que segredos encerra?
Será que alguma vez compreenderemos a magia da sua marca.
 
 
 
A abertura da exposição foi no dia 25 de novembro, às 16h30, e contou com uma conversa informal promovendo a partilha de conhecimentos.
 

ORADORES
Maria José Santos
Consultora Científica do Museu do Papel
Helena Mendes Pereira
Curadora
  Filipe Rodrigues
Pintor

 

Horário de vista à exposição

3ª a 6ª 10h00»17h00
sáb. e dom. 14h30»17h300
 
entrada grátis
 
 ana maria pintora
 
participantes nos workshops

Alexandra Leite
Ana Brandão
Ana Luísa
António Silva Cardoso
Catarina Castel-Branco
Francisco Silva
Isabel Melo Rodrigues
Joana Bernardo
João Pedro Passos
Jorge M. Carvalho
Lia Silva
Maria João Sanches
Maria Júlia Valério
Maria L. Perry da Camara
Miriam Castro Lopes
Paula Moreira
Raquel Reis Salvador
Rosa Henriques
Vitor Alberto M. Ferreira
 
 
 
 
 

17 dezembro
16h30

apresentação do livro

- Os Chineses Saltitões -
André Roussel
 
 
 
entrada livre
 
A Aventura de Cientistas Norte Americanos e Chineses que lutam contra o tempo para serem os primeiros a salvar o Mundo. Será que a resposta vem de uma pequena fábrica em Portugal! Folheiem e descubram o que aconteceu!
 
André Pedro Roussel
Licenciado e Mestre em Teatro, tem desenvolvido a sua atividade no Sector da Cultura e Serviços. Tem experiência como Actor, Assistente de Encenação e Produção. 
 


 
município de santa maria da feira

 

 
 novembro
 
 

Oficinas de Natal nas tuas Mãos
21 de novembro a 7 de dezembro
GRATUITAS

Com as tuas mãos poderás criar um natal muito especial, cheio de fantasia, cores e texturas com diversos papeis! Aqui poderás fazer pinheirinhos, coroas, estrelinhas, anjinhos e muito mais...

Vem divertir-te e criar connosco!

 

3ª, 4ª, 5ª e 6ª 10h00»11h30 / 14h30»16h30
Público-alvo: escolas e grupos

Especial famílias:
sábado, 2 de dezembro, das 15h00»16h30

 

Condições de participação
Marcação prévia obrigatória
Mínimo de participantes: 5
Máximo participantes: 25
 
 
 
 
 
29 junho
a
10 setembro
o prazo foi alargado até
19 novembro
 
3ª a 6ª 10h00»17h00
sáb. e dom. 14h30»17h300
 
entrada grátis
 

 


Sem o papel, todo o conhecimento transmitido socialmente, a que chamamos cultura, não teria tido tanto desenvolvimento.
 
A escrita necessitava de um suporte universal e económico para se difundir, pelo que, sem o papel, o nosso mundo simplesmente não existiria, tal como o conhecemos hoje.
 
Alguns papéis não transmitem apenas mensagens escritas, contendo também outras mensagens gravadas na sua própria estrutura, definindo a identidade daquele papel. Essas mensagens são denominadas filigranas ou marcas de água que apenas são visíveis em contraluz.
 
A marca de água é a principal característica da segurança do papel que é usado em documentos de grande valor como as notas de banco, não permitindo a sua falsificação.
 
O fabrico do papel foi introduzido na Europa acerca de 1000 anos, através da Península Ibérica. Atualmente, um dos maiores fabricantes do mundo destes papéis especiais é a Fábrica de Papel da FNMT-RCM, imprensa nacional e casa da moeda espanhola.
 
 
 
Nesta fábrica, as marcas de água do papel para notas de banco e para outros usos específicos, são criadas por artistas especiais: os gravadores de marcas de água.
 
 
FNMT-Real Casa de la Moneda de Espanha, o Município de Santa Maria da Feira e a organização do XII Congresso Internacional História do Papel na Península Ibérica, convidam à descoberta do mundo do papel e das filigranas, do seu uso e da sua história.
 

 outubro

 

  

O Museu do Papel comemorou o aniversário de abertura ao público, promovendo uma série de oficinas e workshops, para além de visitas sensoriais a este espaço museológico dedicado à História e Indústria do papel de uma região com mais de trezentos anos de tradição na produção e fabrico de papel.

 26 outubro
10h00»12h00
14h00»16h00
 

  
Com todas as máquinas do processo de fabrico em funcionamento, esta atividade deu a conhecer as diferentes etapas da produção do "Papel Pardo", utilizado nas antigas embalagens e sacos de papel. O visitante pôde ainda experienciar "Botar" papel a secar na "Casa do Espande", como a antigas "Botadeiras" o faziam.

  

27 outubro
18h30»20h30
28 outubro
15h00»17h00
 
 

workshop

a alma do papel...
 
 
  
ana maria pintora
 
 
 

  

29 outubro
15h00»17h00
 
 

workshop

o papel da marioneta...
 
  
rui sousa

  
 podemos nós próprios criar uma marioneta?

como a podemos manipular?

um workshop, dinamizado por Rui Sousa, onde o papel foi utilizado como matéria prima na construção de uma marioneta.

deixe a criatividade tomar conta da sua imaginação e crie do nada um todo! 
 
 

 setembro

 

 

 

ana maria pintora
 

workshop

a alma do papel
 

 

- inscrições esgotadas - 

Custo de participação
Gratuito

 

22 SET / 18h30»20h30

23 SET / 15h00»17h00

30 SET / 15h00»17h00

semana aberta
27 OUT / 18h30»20h30
28 OUT / 15h00»17h00

Breve Descrição

Durante as sessões, os participantes, sob a orientação da pintora Ana Maria, entrarão em contacto com o mundo do papel. A partir da execução de folhas/objetos de papel, aplicarão diferentes técnicas; desenho, pintura e escrita, de forma a concretizar uma mostra final que estabeleça a coerência entre o fazer artesanal do papel e o fazer artístico.

Grupo alvo
14 > 85 anos

Condições de participação
Marcação prévia obrigatória
Nº mínimo de participantes: 5
Nº máximo de participantes: 10

 - inscrições esgotadas - 

  

 

 


No âmbito das comemorações das Jornadas Europeias do Património, nos dias 22, 23 e 24 de setembro, foram realizadas visitas orientadas ao núcleo expositivo "Da Floresta ao Papel". 

entrada livre
(marcação para grupos)

horário das visitas orientadas 

sexta 10h30 e ás 15h30
sábado e domingo ás 15h30

 
 
 agosto
 
12 agosto
 
12 » 29 anos
entrada gratuita 
 

No âmbito das comemorações do Dia Internacional da Juventude, é com agrado que o Município de Santa Maria da Feira se faz parceiro, uma vez mais, desta iniciativa. 

 
Cartão Jovem Municipal
 
 
A implementação do Cartão Jovem Municipal é um instrumento privilegiado de política juvenil ao conceder ao jovens munícipes um conjunto alargado de vantagens que promovem a mobilidade e a aquisição de serviços em áreas como o turismo, o desporto, a ocupação de tempos de livres, as tecnologias de informação, entre outras. 
 
O Cartão Jovem Municipal é dirigido aos jovens residentes no município, com idade entre os 12 e os 29 anos, inclusive. Tem uma validade de 1 ano e o custo de 10 euros. 

O Cartão Jovem Municipal proporciona ao seu portador vantagens e descontos em serviços e produtos a nível local, nacional e europeu.
 
 
 

2 agosto
a
13 agosto

  

       

Em Portugal, a utilização do papel como suporte de documentos escritos remonta ao século XIII. No entanto, as notícias sobre os primeiros moinhos papeleiros em território português surgem somente a partir do século XV, com destaque para os engenhos de papel junto ao rio Liz, em Leiria. Daqui, a produção manual de papel espalhou-se por toda a região (Batalha, Fervença, Alcobaça), surgindo outros moinhos de papel, por vezes do aproveitamento de antigos moinhos farinheiros.

 
 junho

FOTOS

 clique na imagem acima ou no endereço abaixo

https://goo.gl/photos/jn5WoBghm4bbXWVq7

 

 
 

 
 
PROGRAMA GERAL 

Inscrições
 
 
Transferência Bancária para Espanha
informação adicional
 

IBAN: ES27 2100 4380 20 0200111204

SWIFT del Banco:  CAIXESBB 
 
 
 
 
COMO CHEGAR A SANTA MARIA DA FEIRA
   
SE PRETENDE UTILIZAR O SERVIÇO DE TRANSFER disponibilizado pela organização do Congresso, deve enviar email para geral@museudopapel.org, impreterivelmente até 1 de junho, com os seguintes dados:
 
NOME
DIA e HORA de CHEGADA 
LOCAL:
Aeroporto Francisco Sá Carneiro I N.º do voo I Origem
Ou Estação de Caminho-de-ferro
 
DIA DE PARTIDA
LOCAL:
Aeroporto Francisco Sá Carneiro I Hora do voo
Ou Estação de Caminho-de-ferro I Hora do comboio
 
NOTA:
Contacte o Secretariado do Congresso, caso não receba a confirmação via email, do seu envio de dados.
Museu do Papel +351 256 370 850
António Marques da Silva +351 962 709 319
Elisabete Cardoso +351 964 335 478
 
 
SE UTILIZAR TRANSPORTE PÚBLICO: envie email para geral@museudopapel.org e receberá toda a informação sobre os locais e horários de autocarro e comboio de acordo com o pedido.
 
 
 
 
 
INFORMAÇÃO HOTÉIS
 
NOTA:
Aquando da reserva do Hotel, deve referir a sua participação no XII Congresso Internacional História do Papel na Península Ibérica para beneficiar dos preços especiais.


HOTÉIS CENTRAIS I Aconselháveis a quem não tem transporte próprio
 


 
Rua Dr. António Carlos Ferreira Soares, 2
4520-214 Santa Maria da Feira

A 350 m Biblioteca Municipal

Reservas
geral@hoteldosloios.com
Telf. +351 256  379 570 I +351 962 042 398 I +351 915 283 824

Preços I (Incluem pequeno almoço “Buffet”, wi-fi, garagem)

Quarto Single 35.00 € Duplo 45.00 € I Triplo 55.00 € I Suite 65.00 €



Praça da República, 6,
4520-174 Santa Maria da Feira
A 300 m Biblioteca Municipal
Reservas
Telf. +351 256  338 186  I +351 965 714 440

Preços
Quartos privados duplos 32.50 € (com pequeno almoço)
Quartos partilhados mistos até 8 pessoas 13 € (pequeno almoço extra 2.50€)


 
 
 
OUTROS HOTÉIS
 
Logotipo Nova Cruz Hotel
 
  
Rua São Paulo da Cruz - Apartado 125
4524-909 Santa Maria da Feira
Situado a 2 km da Biblioteca Municipal
Reservas
novacruz@oninet.pt
Telf. +351 256 371 400

Preços 
I (Incluem pequeno almoço “buffet”, wi-fi)
Quarto single 45.00 € I Quarto duplo 55.00 € I Suite 70.00 €

www.novacruzhotel.com

 
 
Hotel Ibis Hotel
 
Espargo Europarque
4520-153 Santa Maria da Feira

Situado a 4 km da Biblioteca Municipal
Reservas
H1729-GM@accor.com
Telf. +351 256 307 040

Preços (·) 
I (com pequeno almoço)
Quarto single 41.90 € I Quarto duplo 48.80 €
(·) Estes preços são somente para 15 quartos: ultrapassado este limite será aplicada a melhor tarifa do dia

http://www.ibis.com/pt/hotel-1729-ibis-porto-sul-europarque/index.shtml

 
 
 

    
Rua da Malaposta, 510
4520-506 Santa Maria da Feira

Situado a 5 km da Biblioteca Municipal
Reservas
info@hotelpedrabela.com
Telf. +351 256 910 350

Preços (Incluem pequeno almoço “Buffet”, wi-fi, SPA de acesso grátis aos hóspedes)
Quarto single 38.50 € Quarto duplo 46.00 € I Quarto triplo 58.00 €
 

 

  

 

 

 

6ª edição do projeto resultante da parceria existente entre o Museu do Papel e as escolas EB1 da Igreja e EB1 da Póvoa de Paços de Brandão.

A exposição apresentou o resultado do envolvimento das famílias e dos alunos, nos temas integrados no Plano Nacional de Leitura, aprendidos ao longo do ano letivo de 2016-2017, expressos artisticamente.

Os trabalhos expostos apresentaram a capacidade criativa e interpretativa dos alunos, mas também o apoio dos pais e familiares, que em conjunto potenciam a aprendizagem proporcionada pela escola, a identidade cultural do Museu do Papel, reforçando os laços de proximidade e de comunidade entre todos os intervenientes deste projeto.

 
 maio
 

 12 a 31 de maio

 
3ª a 6ª 10h00»17h00
sáb. e dom. 14h30»17h300
 
entrada livre 

“manifestos - ready-made”

Exposição de livros de artista

 

 

As árvores como os livros têm folhas
e margens lisas ou recortadas,
e capas (isto é copas) e capítulos
de flores e letras de oiro nas lombadas.

E são histórias de reis, histórias de fadas,
as mais fantásticas aventuras,
que se podem ler nas suas páginas,
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.

As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas,
com faias, bétulas e um letreiro
a dizer: «Floresta das zonas temperadas».

É evidente que não podes plantar
no teu quarto, plátanos ou azinheiras.
Para começar a construir uma biblioteca,
basta um vaso de sardinheiras.

Poema de Jorge de Sousa Braga, in Herbário, Assírio & Alvim, Lisboa, 1999 

 

O evento “aos papéis” nasce na Escola Artística e Profissional Árvore e com vista a alargar a sua oferta e público estendeu-se a outras colaborações, o Museu do Papel, o atelier 3/3 e a Cooperativa Árvore, juntos estendem os seus galhos a todos os interessados no pendor singular e independente de trabalhos artísticos em que o papel é o suporte ou a matéria-prima.

O “aos papéis” reveste-se de carácter cultural e artístico e as entidades promotoras apenas apoiam e gerem a realização do evento.

 
  
 
 
 

 

No “Turno da Noite”, o papel “ganhou vida”,
levando-nos a viajar pelo Museu do Papel,
onde a imaginação e a criatividade do teatro de marionetas
surpreendeu todos os presentes nesta admirável noite.


   - ENTRADA LIVRE -   

 
 
No âmbito das Comemorações do Dia Internacional dos Museus, no dia 20 de maio, entre as 22h00 e as 02h00, aconteceu mais um “Turno da Noite” no Museu do Papel, atividade integrada na 13ª edição da Noite Europeia dos Museus, que contou com a participação de aproximadamente 3000 museus em todo a Europa.
 
 
O Museu do Papel participa desde a 1ª edição neste evento, surpreendendo sempre o seu público pela originalidade e criatividade das performances e ambientes que cria e apresenta. Cada Noite Europeia dos Museus é diferente e destinada a diferentes públicos. 
 
O “Turno da Noite” de 2017 contou com a participação das Marionetas da Feira, que dinamizou uma visita aos espaços do Museu interagindo com o público através de marionetas de papel, em que o “Papel da Marioneta” foi o de criar sensações, sons e movimentos, transmitindo ação, drama e comédia.

 

 

O Papel Da Marioneta
Criação, produção e apresentação
Rui Sousa

 

 abril
 
 
 
 

O Museu do Papel convidou todos aqueles que estiveram ligados ao “papel”, a participarem nesta atividade, já que a História do papel foi e é feita por todos.

14h30 » 17h30

Grátis
 

Destinatários:

Antigos operários da indústria do papel, sacarias, assim como antigos proprietários de fábricas de papel.

A realização desta atividade reforçou os laços existentes entre a comunidade do papel com o museu, promovendo, num ambiente de descontração e convívio, a memória, partilha e recolha, de histórias e momentos ligados ao fabrico de papel, quer na parte de meios técnicos e mecânicos, quer na sua parte humana e de desenvolvimento de toda uma região.

 

Participação Especial

Grupo Folclórico de Paços de Brandão

 

 

 

 
 
 
património e turismo sustentável
comemorações do dia internacional dos monumentos e sítios
 
 
O Museu do Papel participou uma vez mais nas comemorações do DIMS – Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, cujo tema de 2017 foi o Património Cultural e Turismo Sustentável, oferecendo a todos os visitantes a possibilidade de realizarem uma “viagem por dentro” do museu, descobrindo o património e cultura da região da terra de santa maria.
 
 10h00 16h30

público em geral

marcação prévia obrigatória para grupos
 
 
grátis
 
 
 
 
 
4 a 13 de abril

3ª a 6ª
10h00 14h30

famílias I escolas I ipss

marcação prévia obrigatória
mín. 10 I máx. 25
Crianças e Seniores: 1,50€
Adultos: 3,00€


 
oficina
 
 
 

 Neste período de férias escolares vem fazer os teus cartuxos para colocares as amêndoas de Páscoa, entre flores de papel que crescem ao sabor da tua criatividade, num conjunto de formas, cores e divertidos tamanhos e dimensões.

 

 
 
 
 
 março
 
25 de março
 
20h30 » 21h30
 


Pelo quarto ano consecutivo, o Município de Santa Maria da Feira associa-se à Hora do Planeta, o maior evento de ação ambiental do mundo. Dia 25 de março, a partir das 20h30, a praça de armas do Castelo da Feira será o palco principal desta celebração, com a participação do grupo de percussão Ritmare e da cantora feirense Joana Andrade.

 

Quando as luzes do Castelo se apagarem, às 20h30, os Ritmare vão surpreender o público com esquemas com luvas brancas sobre luz negra e máscaras fluorescentes. Este grupo de percussão do Colégio de Lamas alia a exploração tímbrica de diversas fontes sonoras a uma surpreendente componente cénica. Os seus trabalhos são originais, fruto da criatividade conjunta dos seus elementos, inspirados nos sons e ritmos do quotidiano.

A cantora feirense Joana Andrade, rosto do vídeo promocional da Hora do Planeta em Santa Maria da Feira, também se associa a esta causa, proporcionando um momento musical à luz das velas. Desde muito cedo que viaja por diversos palcos, televisões e rádios nacionais. Com dois álbuns no mercado nacional, um deles com uma novidade a nível mundial – capa de cortiça – Joana Andrade prepara agora o seu terceiro trabalho totalmente gravado em Santa Maria da Feira.
 
No dia 25 de março, as luzes dos monumentos mais emblemáticos da cidade de Santa Maria da Feira serão desligadas durante 60 minutos, entre as 20h30 e as 21h30. O Município lança ainda o repto às freguesias do concelho para que se associem a esta iniciativa, desligando as luzes de outros pontos de interesse e de residências particulares.

Para além destas iniciativas a realizar no dia 25 de março, a Câmara Municipal assume o compromisso de prosseguir com campanhas de sensibilização junto dos seus colaboradores, visando a redução dos consumos de energia.

A Hora do Planeta é uma iniciativa da WWF que começou em 2007 em Sidney, na Austrália, quando 2,2 milhões de pessoas e mais de duas mil empresas apagaram as luzes durante uma hora, assumindo uma posição contra as alterações climáticas.
 
 
 
 
 

 

 

24 de março
 
21h30
 
entrada livre

 concerto

Trigemini

Ludwig van Beethoven

Trio para dois Oboés e Corne Inglês (1770 - 1827)

op.87 em Dó Maior

24 min.

 

Carlo Ivon

Capricho para três Oboés (1798 – 1854)

12 min.

 

Ludwig van Beethoven

Variações em Dó Maior sobre o tema (1770 - 1827)
La ci darem la mano”

10 min.


O Trigemini é um Trio de Oboés que surgiu em 2016 pelos seus membros Joana Soares, Luís Matos e Telma Mota.

 
O facto de estudarem em conjunto na Universidade de Aveiro uniu-se enorme gosto que todos têm por esta formação tão pouco conhecida no mundo musical e cujo o repertório tem inúmeras surpresas agradáveis devido à sua diversificação, tendo escrito para este trio compositores desde Boismortier, ou Bach, passando por Beethoven e até compositores como Ivon ou Gordon Jacob.

 
Nos seus eventos futuros destaca-se o concerto que irão realizar enquanto solistas, acompanhados pela Orquestra Filarmonia das Beiras, interpretando a Suite Orquestral em Sol menor TWV55:4 de Georg Philipp Telemann.
 
 
concerto promovido pela: 
 
 
 
 
 
16 Março
 
10h00»12h00 14h00»16h00
 
público em geral

visita guiada
 
Crianças, Seniores e Cartão Jovem: 1,50€
Adultos: 3,00€

 

 

 

Neste dia especial, com todas as máquinas do processo de fabrico em funcionamento, o visitante pode sentir como eram realizadas as diferentes tarefas da produção do "Papel Pardo", utilizado nas antigas embalagens e sacos de papel. Poderá ainda experienciar "Botar" papel a secar na "Casa do Espande", como as antigas "Botadeiras" o faziam.
 

... desperta os teus sentidos!

 

 
 fevereiro
 
 
14 a 24 de fevereiro

3ª a 6ª
10h00 14h30

famílias I escolas I ipss

marcação prévia obrigatória
mín. 10 I máx. 25
Crianças e Seniores: 1,50€
Adultos: 3,00€


 
oficina

  

 

 

Vem criar a tua máscara de papel, reutilizando papéis. Deixa que a tua criatividade e a tua imaginação se transformem numa Máscara de Carnaval.

 Nesta oficina temática, o desafio foi transformar diversos papéis e pastas em máscaras de carnaval, deixando que a folia e alegria desta época influenciassem a imaginação.

 

 Foto de Sofia Faria.

 

 Inspirados na personagem divertida da antiga comédia italiana
– o Arlequim –
este ano, sugerimos a construção de máscaras com losangos coloridos e chapéus divertidos!

Reutilizando papel e cartão, foi proposto também a construção de alguns instrumentos musicais, como maracas e tambores de mão, para alegrar ainda mais o CARNAVAL!

 

 

portocanal.sapo.pt

 

 
 
 
16 Fevereiro
 
10h00»12h00 14h00»16h00
 
público em geral

visita guiada
 
Crianças, Seniores e Cartão Jovem: 1,50€
Adultos: 3,00€

 

 

 

Neste dia especial, com todas as máquinas do processo de fabrico em funcionamento, o visitante pode sentir como eram realizadas as diferentes tarefas da produção do "Papel Pardo", utilizado nas antigas embalagens e sacos de papel. Poderá ainda experienciar "Botar" papel a secar na "Casa do Espande", como as antigas "Botadeiras" o faziam.
 

... desperta os teus sentidos!

 

 janeiro

 

14 de janeiro

16h00

apresentação do livro:

As letras e papel selado de Portugal e ultramar
e respetivas marcas d’água – 1637-1995

Paulo Barata


Vários foram os tipos de instrumentos financeiros utilizados: letras, papel selado, licenças, de entre outros, que foram impressos em papéis com marcas d’água oficiais, sendo esta uma das formas de impedir as falsificações.

 

Este livro apresenta uma série de marcas d’água retiradas destes papéis, bem como uma listagem de letras de câmbio e papel selado desde 1637 até 1995.

 

Voltar




Forminhas




procurar no site
mudar papel
papel 1 papel 2 papel 3 papel 3
aumentar letra
Diminuir letra Aumentar letra
destaque
VCapitalCultura

agenda do museu